Raí lamenta queda “inesperada” do São Paulo e mira reavaliações; Pássaro vê “verdadeiro fiasco”

Dois dias depois da eliminação nas quartas de final do Campeonato Paulista, contra o Mirassol, no Morumbi, os dirigentes do São Paulo mostraram indignação com o resultado, avaliaram o trabalho do técnico Fernando Diniz e deram um recado ao elenco.

Em entrevista à SPFCtv, o diretor executivo Raí e o gerente executivo Alexandre Pássaro fizeram discurso forte e comentaram a queda precoce no Paulistão, que consideram inesperada, dolorida e motivo de revolta.

– Toda desclassificação é dolorida, muito dolorida, principalmente quando a gente pensa também na torcida. Essa eu diria que é a mais inesperada, primeiro pelo nível em que o time estava antes da parada, e também pelas dificuldades que a parada trouxe para o Mirassol. A mais inesperada, a que surpreende mais, também tende a ser a mais dolorida – lamentou Raí.

– A decepção é gigantesca, é um resultado que nem nos piores pesadelos a gente esperava. Com todo o respeito ao Mirassol, o São Paulo não pode perder para o Mirassol, ainda mais nas condições, na diferença de elenco que existe entre as duas equipes. Foi um verdadeiro fiasco, o que nos causa uma revolta gigantesca, a gente tem certeza que também na torcida – emendou Pássaro.

Fonte: Globo Esportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *