Mulher agredida por PM em Imperatriz presta depoimento

Imperatriz – A mulher agredida com um tapa no rosto por um policial militar durante uma festa em um posto de combustível no centro de Imperatriz prestou depoimento ao Ministério Público nessa quarta-feira (25). As imagens, mostrando a agressão, foram feitas por um celular, na última segunda-feira (23).
O homem que agrediu a jovem, que não quis se identificar, com um tapa no rosto, é o cabo Santiago, da Polícia Militar, que estava de folga. A cena acontece na frente de outros dois policiais militares. Segundo a jovem, a violência teria começado bem antes.
“Ele deu um tapa na cara da minha amiga, ela caiu, levantou, e ele deu um tapa novamente. Fui fotografar ele, pra gente denunciar, e ele veio querer tomar meu celular. Ele ainda deu três tiros pra cima”, conta a jovem. Após os disparos, a polícia chegou, mas não impediu a agressão. ”Ele me bateu na frente da polícia e eles não fizeram nada”, ressaltou a vítima.
O Ministério Público se manifestou sobre o caso afirmou que vai pedir a suspensão do porte de arma do PM que bateu na mulher, além das medidas de proteção à vítima. O comando do 3º Batalhão em Imperatriz também pode responder por condescendência criminosa, a chamada Lei do Silêncio, diante da postura dos PMs sem nenhuma medida mais enérgica até agora.
Com informações da TV Mirante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *