Em reunião, Flávio Dino deixa claro que não tem candidato definido, defende unidade e estabelece critérios de escolha do sucessor

O governador Flávio Dino reuniu, na tarde desta segunda-feira (5), presidentes de partidos e lideranças da sua base para dar início ao processo de escolha do nome que irá sucedê-lo.

Na reunião, Flávio Dino defendeu a unidade do grupo, deixou bem claro que não tem candidato definido e elencou critérios que serão seguidos para balizar a escolha do candidato que terá o seu apoio.

O governador fez questão de ressaltar na sua fala que, da sua parte, não tem nada definido, isto é, nada resolvido em relação ao nome que apoiará ao governo, rechaçando enfaticamente informações de que já teria optado pelo vice-governador Carlos Brandão.

Dino foi bem incisivo em dizer ainda que tanto o vice-governador Carlos Brandão, quanto o senador Weverton, o secretário Simplício Araújo e o deputado Josimar Maranhãozinho estão no mesmo nível de disputa. “O jogo foi zerado”, definiu uma liderança ouvida pelo blog.

No que diz respeito aos parâmetros de escolha, ficou estabelecido o seguinte:

1 – continuidade das ações exitosas do governo (avançar nas políticas públicas)

2 – capacidade de agregação (viabilidade política, reunir maioria dos partidos e lideranças)

3 – aprovação popular (viabilidade eleitoral, pesquisas qualitativas e quantitativas)

Flávio aproveitou para confirmar sua pré-candidatura ao Senado e solicitou apoio dos líderes partidários ao seu projeto.

O editor do blog conversou há pouco com várias lideranças presentes. Todos foram unânimes em dizer que este primeiro encontro foi bastante positivo e, a continuar assim, dificilmente a unidade será quebrada.

“Melhor impossível, todos saíram satisfeitos, em todos os pronunciamentos foi defendida a união do grupo e um pacto de não agressão. Ficou o compromisso de todos apoiarem o que melhor reunir as condições”, resumiu um presidente de partido.

O governador Flávio Dino disse que foi um ótimo debate. “A união faz a força, para seguir com políticas inovadoras e concretizando mudanças no Maranhão”, assinalou.

“Juntos continuaremos trabalhando pelo estado e construiremos um caminho para 2022, tendo Flávio Dino como candidato a senador. Voltaremos a nos reunir em novembro quando, uma vez definidas as regras eleitorais para 2022, decidiremos sobre a candidatura ao governo do estado. Usaremos os mesmos critérios vitoriosos que nos guiaram de 2012 a 2018, como agregação de forças políticas , pesquisas eleitorais e compromisso com uma agenda de governo que priorize os maranhenses. Até lá, o trabalho segue, ancorado na união e no compromisso com o Maranhão”, declarou Weverton.

O vice-governador, Carlos Brandão também seguiu a mesma linha. “Assim caminharemos. Juntos. Um só nome e um só projeto. Conte comigo! Vamos em frente!”, sublinhou.

Márcio Jerry, presidente do PCdoB, afirmou que foi um momento de união pelo Maranhão. “Reunião que mostra a força de nossa coalizão partidária e o compromisso em sob sua liderança seguirmos todos juntos construindo um Maranhão melhor para todos cada vez mais. Viva!”.

No final, todos assinaram uma carta compromisso. Apenas o deputado Josimar não assinou porque teve que sair antes do fim do encontro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *