Bando suspeito de 12 homicídios na Ilha é preso no São Francisco em São Luis


São Luis – A Polícia Militar do Maranhão (PM-MA) prendeu ontem (22) três pessoas que seriam integrantes de uma facção criminosa, no São Francisco, e ainda apreendeu 16 petecas de crack. Carlos Rogerson Cordeiro Diniz, de 24 anos; Alcides Izidoro Machado Neto, o Pimpolho, de 24 anos, e a sua mulher, Suellen Castro Brito, de 22 anos, segundo a polícia, são suspeitos de cometerem cerca de 12 assassinados na Região Metropolitana de São Luís em menos de dois meses. Entre os crimes atribuídos a eles estão a morte de Francisco de Assis Fontenele Pereira, o Louro Justiceiro, de 47 anos, e de seu filho, Fabrício da Silva Pereira, de 25 anos, no dia 5 de janeiro deste ano, além do dono de um clube dereggae, Itamar Cantanhede Machado, de 46 anos, e Alberte Galão Lima, de 19 anos, na Vila Isabel Cafeteira, no dia 28 de março.
De acordo com as informações da polícia, o Serviço de Inteligência da Polícia Militar há meses vinha investigando os homicídios ocorridos na capital e em cidades adjacentes. Na manhã de ontem, eles receberam a informação por meio de denúncias anônimas de que alguns dos autores dessas ações criminosas estavam escondidos em uma quitinete de uma traficante, identificada como Suellen, localizada na Travessa da Rua 14, no São Francisco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *